Quero ser Cliente

Ao se tornar um Cliente FIDUC você terá um planejador financeiro dedicado para auxilia-lo nas suas decisões financeiras e uma equipe de gestão de investimentos que permitirá que você cuide de seu patrimônio com total transparência e uma visão integrada de carteira.

Quero ser Sócio

Se você é um profissional que tem espírito empreendedor, gosta de interagir com pessoas, é referência em seu círculo social, trabalha duro e respeita os interesses de seus Clientes acima de tudo, você é quem a gente procura.

Preencha as informações a seguir e entraremos em contato para te conhecer melhor!

Artigos

Com juro menor, você terá que poupar pelo dobro do tempo para se aposentar

Se você estava acostumado a obter ganho de 1% ao mês em seus investimentos de renda fixa, já notou que essa realidade mudou drasticamente nos últimos dois anos devido à queda da taxa básica de juros, a Selic. O que talvez você ainda não tenha percebido é que precisará...

A taxa SELIC caiu de novo – precisamos mudar

Histórico O Brasil teve juros bastante altos historicamente, tanto nominais quanto reais (juros já descontada a inflação) e, nessas condições, as pessoas se acostumaram a investir seus recursos predominantemente em renda fixa, “emprestando” seu dinheiro para bancos...

A reforma que realmente importa é a da sua previdência. Já parou para pensar?

Antes mesmo de uma reforma ser implementada pelo governo, uma pergunta que sempre faço para quem inicia um planejamento financeiro pessoal é sobre quando pretende parar de trabalhar e como se vê após a aposentadoria.  Na ativa? Trabalhando? Descansando e viajando pelo...

Significado das siglas do mercado financeiro

Ficou confuso com tantas siglas quando começou a estudar opções para investir? Se você saiu da poupança há pouco tempo ou pretende sair em breve, deve ter se deparado com uma infinidade de siglas que são utilizadas no mercado financeiro e que muita gente não conhece....

CDBs de bancos menores dão retorno 28% maior que os dos grandões

É inegável que os bancões – Itaú, Santander, Bradesco, Banco do Brasil e Caixa Econômica – são sólidos, e, em teoria, mais seguros do que os de médio e pequeno portes. Mas, quem prefere comprar títulos de dívida bancária, os Certificados de Depósito Bancário (ou CDBs,...

Perguntas

1. Qual a diferença para uma outra gestora de investimentos?

Nós somos gente, não somos robôs. Além de oferecer serviços de gestão patrimonial fiduciário, nossos Sócios atendem pessoalmente os Clientes, conjuntamente criando, monitorando e ajustando um plano financeiro, de acordo com as características individuais e familiares dos Clientes. Nosso papel é criar e manter um relacionamento de confiança com os Clientes, auxiliando-os a atingir seus objetivos de vida. Não somos somente distribuidores de investimentos, somos planejadores financeiros e cuidamos da gestão holística de patrimônio de longo prazo de nossos Clientes

2. O que preciso fazer para me tornar um Cliente?

Entre em contato conosco e nós o encaminharemos a um Sócio que marcará uma conversa com você.

3. A qual tipo de investimentos os clientes têm acesso?

A FIDUC não tem produtos próprios porque não faz a gestão de ativos finais, mas a alocação em gestores especializados. Os veículos (divididos por classes de ativos, como renda fixa, multimercado, renda variável, previdência, etc.) e os gestores estão em constante avaliação pelo comitê de investimentos, que faz as melhores escolhas possíveis, em total alinhamento de interesses com os Clientes.

4. Qual o modelo de negócios da FIDUC?

Pelos serviços de planejamento financeiro e alocação patrimonial, incluindo seu contínuo acompanhamento, o Cliente paga uma taxa de serviço de 1,5% ao ano sobre os recursos que investe com a empresa, que na prática, é reduzida para aproximadamente 1% ao ano pela devolução de rebates. Não há nenhuma outra fonte de receita porque todos os rebates dos fundos ou gestores para a FIDUC são devolvidos para o Cliente.

5. Quem são os Planejadores Financeiros Sócios da FIDUC?

Planejadores e Consultores Financeiros, profissionais das áreas de Wealth Management/Family Office, Assessores de Investimentos/Agentes Autônomos e Executivos Financeiros Corporativos.

6. Quais as vantagens em ser um sócio da FIDUC?

Oferecemos um modelo de negócios, com uma solução fiscal e regulatória, treinamento, mentoria e suporte de um time de advogados próprios e dos Comitês de Investimento para que ele possa aconselhar seus Clientes sobre como tomar melhores decisões financeiras. Queremos que os nossos Sócios tenham uma relação próxima e de confiança com seus Clientes e por isso fornecemos todas as ferramentas necessárias.

Não há nenhum custo. Sem assinaturas por serviços, sem pagamentos pelos cursos da Academia FIDUC ou pela mentoria, nem pelas recomendações dos Comitês de Investimento, tampouco pelas consultorias jurídicas do time da FIDUC. Nosso modelo de negócio não contempla nenhuma cobrança para os Sócios e nossa única receita é a taxa de serviços cobrada diretamente dos clientes.

Fale conosco, a gente te liga!

Rua Pequetita, 111 – 2º andar
São Paulo – SP – CEP: 04552-060

(11) 4118 2310

Preencha os campos

7 + 11 =

Nossos Veículos

ADMINISTRADOR FIDUCIÁRIO / SAC

A FIDUC realiza, nos termos da ICVM 558/15, a distribuição própria dos fundos de investimento sob sua gestão. Ao investidor é recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento dos fundos de investimento ao aplicar seus recursos. Todas as informações sobre os fundos, bem como, regulamento, formulário de informações complementares e lâmina, podem ser obtidas no Administrador Fiduciário dos fundos sob nossa gestão localizado no website https://bemdtvm.bradesco/html/bemdtvm/index.shtm. Fundos de investimento não contam com a garantia do administrador, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do fundo garantidor de créditos – FGC. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. Nos termos da regulamentação da ANBIMA, para avaliação da performance dos fundos de investimento, é recomendável uma análise de períodos de, no mínimo, 12 (doze) meses. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura. Não obstante a diligência do gestor em selecionar as melhores opções de investimento, as carteiras dos fundos estão á, por sua própria natureza, sujeita as flutuações de preços/ cotações de seus ativos, além de riscos de crédito e liquidez, o que pode acarretar perda patrimonial dos fundos. Os fundos de ações com renda variável podem estar expostos a significativa concentração em ativos de poucos emissores, com os riscos daí decorrentes. Os fundos utilizam estratégias com derivativos como parte integrante de sua política de investimento; tais estratégias, da forma como são adotadas, podem resultar em significativas perdas patrimoniais para seus cotistas, podendo inclusive acarretar perdas superiores ao capital aplicado e a consequente obrigação do cotista de aportar recursos adicionais para cobrir o prejuízo dos fundos. O GESTOR DESTES FUNDOS ADOTA POLÍTICA DE EXERCÍCIO DE DIREITO DE VOTO EM ASSEMBLEIAS, QUE DISCIPLINA OS PRINCÍPIOS GERAIS, O PROCESSO DECISÓRIO E QUAIS SÃO AS MATÉRIAS RELEVANTES OBRIGATÓRIAS PARA O EXERCÍCIO DO DIREITO DE VOTO. TAL POLÍTICA ORIENTA AS DECISÕES DO GESTOR EM ASSEMBLEIAS DE DETENTORES DE ATIVOS QUE CONFIRAM AOS SEUS TITULARES O DIREITO DE VOTO.